segunda-feira, 4 de julho de 2011

Vencendo minhas barreiras


"Portanto, confessai os vossos pecados uns aos outros, e orai uns pelos outros, para serdes curados. A oração de um é poderosa e eficaz. Elias era homem sujeito às mesmas paixões que nós, e orou com fervor para que não chovesse, e durante três anos e seis meses não choveu sobre a terra. E orou outra vez e o céu deu chuva, e a terra produziu o seu fruto" Tiago 5:16-18.

            Nesta semana que passou o trecho q a Bíblia diz que só Deus sabe os planos q tem p mim e que seus pensamentos não são os meus pensamentos. Materializaram-se. Levei minha mãe a urgência de um hospital pois estava sentindo muitas dores no joelho. A primeira coisa que Deus foi tratanto comigo: A paciência, pois minha mãe anda a passos lentos devido uma enfermidade em sua perna, além disso nos seus 63 anos de vida é bastante teimosa e não me deixa conduzir boa parte das coisas. Mais eu fui determinado a respeitá-la e tratar com carinho, sem stress. A acompanhei do começo ao fim segurando na mão frágil de minha mãe onde sinto seus ossos. Mãos essas que me embalaram e carregaram, mãos essas que seguraram firmes nas minhas quando era pequeno, assim como faço hoje com minha filha ao atravessar uma rua.
          Oh querida mãe, ainda vou lhe ver louvando a Deus e liberta das amarras, descansando em Deus! Agora o cardiologista já diz q sua pressão esta descontrolada e glicose também. Oro a Deus que não seja diabets, caso seja, Deus vai suster sua vida. Já em casa ela me abraçou e agradeceu a paciência que tive, dizendo: "Obrigado meu filho, pela paciência com a mãe velha!" Foi até difícil de ouvir minha mãe não tem costumes a elogios, culpa de um passado amargoso.
        Terminando está primeira parte, passo para o caso em especial, ali aguardando a chamada do médico, escuto uma mulher falando a outra que seu marido, policial, levou um tiro e está no CTI, logo depois escuto que ele iria aguardar um leito vagar para realizar uma cirúrgia pois a bala estava alojada.
Após sair da sala do médico minha mãe foi fazer exames complementares e senti um desejo enorme de orar por aquele homem juntamente com sua esposa e filho. No entanto, veio o medo, o medo de escutar um não de repente! Geralmente quem tem esse tipo de atitude é o povo da bíblia e muitos tem aversão. Após o medo, vem a dúvida, acaso eu não posso orar ali mesmo por aquela vida, por que orar junto com eles?! Em seguida veio a distração. Será que não vão pensar que quero aparecer? E o quarto, a falta de fé. Se eu orar pela vida desse homem e ele morrer?!
        Tantas barreiras para alcançar o alvo! Engraçado no titulo do meu orkut está escrito: "Viverei para tua Glória!". Então a atitude que estava tomando era totalmente contrária ao que estou proclamando. Afinal, Deus me deu, te deu, um espírito de coragem e não de covardia!
        Impetuosamente me levantei de onde estava e fui atrás daquela família, eles estavam recebendo notícias e foi dolorido saber que não poderiam naquele momento ver o homem. Após extrair algumas informações eu não utilizei o modo subjuntivo que pode expressar dúvida, hipótese, pedido ou desejo. Como costumeiramente faço. Porém utilizei o imperativo: "Eu quero orar com a senhora pela vida de seu esposo!" Foi espantoso, fui tomado de uma certeza, a certeza que tudo que ali orava iria se cumprir. Esqueci o corredor movimentado, o barulho das conversas e fui despertado pelo choramingar daquela mulher. Aquilo me deixou emocionado, sua dor, o amor por seu esposo. Abri os olhos seu filho um homem formado ainda estava de olhos fechados e disse aquela mulher ainda com os olhos em lágrimas. Que estamos num barco (este mundo), quando o barco balança pela agitação do mar, tempestade chegando (as tribulações), não esquecemos quem está no barco, JESUS, pois ele acalma a tempestade. E sai dali vibrante, feliz, dever cumprido, eu sei q se tivesse feito o caminho inverso o quanto isso iria me consumir pelo resto do dia.
       Acho que me senti como os 72 descritos em Lc 10: 17. Alegres voltando da missão que Cristo tinha incubido a eles. E mais feliz sou pois meu nome está no livro da vida!
       Toda a Honra e toda Glória a ti Deus, me ajuda a não desanimar.