segunda-feira, 1 de agosto de 2011

Cura de Hérnia de Disco no Seminário Ministros Labaredas de Fogo!

 
        O ano foi 2009, no ano anterior, precisamente em julho começaram dores insuportaveis na região glutea irradiando para pantorrilha, chegando as vezes para os ligamentos dos dedos do pé. Não conseguia mais, me levantar de canto algum se não fosse apoiando em alguma coisa. Moro distante cerca de 20 km, do centro onde está a empresa que trabalho. Havia momentos no trajeto para o trabalho que dentro do coletivo tinha que me levantar para aliviar a pressão, mas daqui a pouco teria que sentar para tb aliviar a dor por causa de está em pé.
        Não tendo mais como aguentar as dores fui ao ortopedista, como trabalho nesta área médica, ficou fácil para mim o diagnóstico através da tomografia. Interessante que no corredor aguardando o resultado, uma voz de dentro falou a mim: "Hérnia de disco", e não foi surpressa a mim quando o médico deu o diagnóstico: Hérnia de disco.
        Já trabalhava meio período praticamente pois geralmente após o almoço não voltava, ficando em observação na enfermaria. Num dia os médicos utilizaram todos os medicamentos existente ali para aliviar as dores. Lembro das palavras do médico da Unidade de Graves dizendo: "Vamos te aplicar a medicação tal, dentro de alguns minutos tu vas sentir as piores coisas: nauseas, tonturas e etc... Mais vai passar a dor depois". Passado cerca de uma hora da medicação absolutamente nada havia sentido apenas as dores persistentes. Então o médico decidiu uma internação.
      Fiquei hospitalizado por 7 dias, entrando numa sexta-feira, mas só fui exercitar a fé no domingo a noite, após um experiência nada agradavél. Por incrível que pareça a dor aliviava eu deitado de bruços com a parte inferior do leito erguida. Ao me virar na posição normal, pois tinha que mudar constantemente, vi um ser, em pé a esquerda, justamente onde eram as dores, an perna esquerda. Este ser não tinha olhos apenas dois buracos, a carne escura de seu rosto já estava em putrefação, cabelos brancos ralos ainda em sua cabeça.
     A partir daquele dia comecei a orar e lê os Salmos as 12:00 e 18:00 hs. Numa determinada tarde após entoar canticos comecei a orar e de olhos fechados senti uma claridade no ambiente e uma sensação de paz e alegria de repente a porta do apartamento se abriu e tive a certeza da que pessoas estavam no ambiente. Como ali a cada momento entra pessoas como: limpeza, remédio, arrumadeira, médicos entre outros. Eu duvidei, no entanto, a Bíblia diz que é para fazer prova e no dia seguinte fechei bem a porta e comecei meu culto a Deus. E mais uma vez o fato se repetiu.
    A maior tensão foi quando o médico disse que dependendo da ressonância (resultado), haveria uma possibildiade de cirurgia e naquele momento eu temi, pois as histórias que fiquei sabendo era de pessoas sequeladas ou em cadeiras de rodas. Porém estava nas mãos de um dos melhores médicos de Belém e na mão do maior médico: JESUS!
    Amanhece e vão aparecendo uma série de profissionais que se identificam como cristãos, percebo que era o cuidado de Deus para comigo. O telefone toca e uma mensagem de uma irmã do outro lado:
Isaias 41:10 não temas, porque eu sou contigo; não te assombres, porque eu sou teu Deus; eu te fortaleço, e te ajudo, e te sustento com a destra da minha justiça. A igreja estava em oração, irmãos, meu Pastor ligavam, vizinhos e amigos visitavam e fui me fortalecendo até a resposta do médico em dizer que não era preciso a cirurgia. O que cortava o coração era não poder vê minha filha, conversavamos apenas por telefone (não era permitido sua entrada), o fato de saber que ela dormia todas as noites com a gravata do trabalho me dava a ideia do amor que tinha por mim, todas as noites minha esposa dormia mau arrumada numa sofá. Numa delas eu entrei em desespero, e chorando repetia a todo instante que queria ir para casa. Minha esposa acordou e teve que me controlar.
     Depois fortalecido pela Palavra de Deus, comecei evangelizar as técnicas de enfermagem, comecei a distribuir panfletos, passados alguns dias elas vinham a procura dos tais panfletos. Foram dias de aprendizado, do exercício da fé. 
    Fiquei afastado do meu trabalho por 6 meses, quando voltei a trabalhar ouvir falar deste seminário. Participei de todos os dias. Numa manhã, na ministração da Prª Ray Tavares do Evangelho Quadrangular. Ela disse para as pessoas colocarem as mãos sobre a enfermidade. Coloquei a mão esquerda na parte inferior da coluna, uma vez q a hérnia era lombar. Subitamente a dor apareceu, era como soubesse que aquilo iria mexer com ela. Senti um esquentamento naquela área, como uma massagem no sentindo norte/sul. De repente aquela voz de dentro disse: "Fica de joelhos!" Eu abri os olhos e ninguém absolutamente ninguém estava de joelhos. Fui obediente procurei um espaço, esqueci o mundo, esqueci as pessoas a minha volta e clamei a Deus e chorei na presença de Deus como uma criança sem vergonha chora na presença de seus pais. Clamei ao Senhor dizendo que já não suportava aquela situação, tantos médicos, remédios, pessoas duvidando da minha fé. E naquele momento aquela dor foi cessando.
    No domingo lavando alguns pratos após o almoço na minha casa, de repente a dor volta e volta num dos maiores níveis de dor. A primeira coisa que me veio a cabeça foi partir para o hospital pois conhecia o nível daquela dor e quem sabe apenas remédios poderosíssimos seriam capaz de cessar.
    Naquele mesmo instante tb veio a convicção da cura e repreendi aquela dor, dizendo: "Dor no nome de Jesus, tu vai embora agora!". Apenas uma única vez e a dor se foi e lá se vão 2 anos sem dores, sem crises. Os exames apontam ainda se não me falha memória 3 hérnias. Eu tenho para mim que Deus anestesiou aquela área para Honra e Glória de seu Nome.