sexta-feira, 29 de agosto de 2014

O Meu Evangelho!

Convido a mim mesmo Gera Wellington, a sempre me alimentar deste vídeo e convido a todos Cristãos e não cristãos a assistirem um pouco mais de 15 minutos deste vídeo. Aqui quem assistir vai se deparar com um evangelho que nunca ouviram falar ou irão pensar que estavam fazendo a coisa certa. Mais de fato vivem um evangelho vomitado pq é morno, nem quente e nem frio e as pessoas estão embarcando direitinho. Irei citar algumas pessoas aqui e não pense que eu estou dando indiretas. Ao contrário conheço um pouco de cada um deles outros quero mostrar que muitas coisas são compartilhadas no que é deixado como é um evangélico e a verdade é que a partir do 6º minutos irão perceber que existe um um evangelho mostrado ai fora totalmente distorcido. Nestes dias cresce uma vontade louca de ir a um asilo, ir a um orfanato, ir a lugares onde pessoas, crianças padecem de câncer e qualquer outra mazela. Para eu mesmo me perceber que sou pequeno, que me preocupo com coisas vãs, de que um abraço, palavra de conforto e apoio faz muita diferença, apenas um aperto de mão, talvez exista pessoas sozinhas sem uma única visita. Vê que toda a minha força, orgulho, jovialidade pode no final da vida da em nada. Talvez quem sabe. Eu não sei como irei fazer isso, mais se assim for a vontade de Deus para minha vida, mesmo eu não sendo a melhor pessoa para fazer tal coisa, pois os melhores talvez estejam preocupados com eventos, construções e preocupações com o seu próprio bem estar. Ele providenciará. Ontem falei com Deus, de que sim espero ser prospero financeiramente sim. Para que eu possa dar um sorriso a uma criança de um sapato novo, como a aluna da minha esposa Clarinda Saldanha recebeu um sapato usado de nossa filha Sarah Milinha, de quanto ela esperou, o quanto ela perguntava quase todos os dias para minha esposa, até que um dia ela lembrou de levar. De um dia encontrar uma das famílias mais pobres deste bairro e lhe entregar um cesta básica, duas, tres, sei lá, pq bem sei que outro dia havia apenas água em minha geladeira. Porque quando passa 30 minutos da hora do meu almoço sinto coisas que não sei nem explicar mais parece que vou desfalecer. Eu me desanimo pq as vezes falho e fico triste comigo mesmo pensando que não sou a pessoa capaz de realizar tal coisa. Como alguns sabem tenho períodos de depressão e há dias que o local mais longe que chego é o sofá da minha casa. Não dou dinheiro pra drogado, nem vagabundo que bate a minha casa em perfeito estado para trabalho, muito menos pra cachaceiro, sim são de certa forma vitimas, mais é dinheiro jogado fora. Eu já vi uma criança mais humilde olhando algo que minha filha tinha em mãos, eu vi naquele olhar a vontade de tê-lo. E isso me doeu, eu já vi em tempos atras uma roupa (usada umas tres vezes) que doamos para a igreja vender na porta, em outra garotinha, a roupa já surrada os botões do vestidinho quase estourando, pois ela já havia crescido. Foi uma sensação de alegria e tristeza, minha filha olhou e comentou que era a roupa que havíamos dado. Alegria em ver que estava cobrindo alguém e triste pq coitada já não era pra estar usando mais. Infelizmente o que me aborrece que os pais muitas vezes não dão conta de um filho e estão tendo mais. Por fim vamos transformar nossas mentes e levar cativos a Jesus nossos pensamentos (para os que acreditam nele).
Aceito sugestões, um dia poderei voltar a trabalhar quem sabe a partir de meados de novembro eu não sei já fazem 5 anos que estou afastado do trabalho mais até lá gostaria de ter feito alguma coisa. Já ouvi dizer que a igreja não é ONG, de fato, mais se a igreja não acolher aqueles que estão a margem da sociedade quem mais fará, se os centro comunitários, umbandistas, espiritas, igrejas que são constituídas de pessoas que claro tem suas convicções e diferenças quem mais fará. Não espere do governo, pois quando vem querem algo em troca. Nós deveríamos fazer não pra realizar nossos desejos mais para aplacar a fome, a falta de carinho, amor, compreensão, paz, justiça, frio e todas outras coisas que conhecemos, já experimentamos ou já vimos outros experimentando.

quarta-feira, 13 de agosto de 2014

Por que nossas orações não são respondidas algumas vezes - Parte 1

Claro que o assunto é muito mais abrangente e cuidadoso. Por isso falarei um pouco da minha experiência pautada na Palavra de Deus.

terça-feira, 12 de agosto de 2014

Ponto de vista a cerca das circunstancias

Andar equilibrado é muito difícil, sim tem vezes que é mais fácil mandar o problema embora do que trata-lo.
Situações aparecem em nossa frente, tem vezes que temos tempo para pensar outras não.
Neste segundo semestre, noticias vieram. A primeira foi que no local de trabalho de minha esposa das cinco que trabalham, foram demitidas quatro, ficando apenas minha esposa, no entanto, seu salário foi reduzido pela metade. Logo o que veio a cabeça foram as contas a chegar, as contas que iriamos fazer! Poderia ser um grande baque, mas recebemos conscientes, recebemos que vamos contornar a situação. Poderíamos nos entristecer, de fato nos entristecemos por que nos colocamos na posição dos outros que foram demitidos. Encaramos também de um modo que Deus nos diz: "Se preparem, se qualifiquem, estejam preparados, pode vim acontecer com vocês".
O desiquilíbrio, não veio graças ao amadurecimento do tempo, graças a Graça de Deus. Sabemos que Ele nos sustenta, nos ajuda, com suas mãos está fazendo cada vez mais nós sermos compreensíveis, amorosos, pacientes, respeitosos um para com o outro. 
Está é a certeza daquele que ora pela manhã, pedindo estás coisas, dentre tantas outras. E se desculpa pelo erro enfadonho de ficar ao máximo a noite a frente do pc, tv ou game e então numa oração rala, mal conversa com Deus. Não que eu creia que DEUS irá me punir por causa disto ou coisa assim, mais da minha falta de respeito e atenção com meu pai. E tentarei melhorar nisto, a grande verdade que estou sentindo uma grande vontade sobre isso, de mais atenção, de estar mais em sua presença com exclusividade, de ler sua palavra para mim.
Ontem segunda-feira recebemos uma outra noticia, nossa filha tem um pequeno problema, sua audição é perfeita, mas a mensagem chega com dificuldades ao cérebro, assim tendo problemas de interpretação e atenção. Distúrbio do Processo Auditivo Central. A otorrino disse que não é nada grave, fazendo exercícios (terapia) corretiva com a fono. Logo que peguei o laudo ainda no corredor, pude vê o diagnóstico, claro que a tristeza abateu sobre mim e chorei, afinal por mais que não seja algo grave, porém você nunca quer que seu "bichinho" tenha algo. E saber que em algumas vezes você foi rude quando a culpa não era dela.
A médica disse que talvez o plano não cobrisse e geralmente quando não cobre sei que o custo é alto por que já trabalhei nesta área e justamente na autorizações de procedimentos como esse e outros muito mais complexos. A profissional disse que foi melhor a descoberta, pois geralmente se descobre na fase adulta inclusive já na faculdade, no entanto, a pessoa já passou por tantas dificuldades. Por exemplo a pessoa percebe que seus amigos, na primeira leitura de um paragrafo tiveram um bom entendimento do escrito, enquanto a pessoa com este distúrbio, assimilará na segunda ou terceira leitura.
Poderia me revoltar em algum momento, apenas agradeci a Deus, por eu ter ainda este plano de saúde, mesmo descobrindo que realmente não existe cobertura e cada sessão custa R$ 100,00, sendo dez sessões, caso a profissional ache necessário  mais pedirá, a atendente da clinica disse hoje para mim que geralmente nas dez primeiras já um avanço grande, porém as sessões são seguidas. Agradeci a Deus, por ter ido a um otorrino responsável e ter descoberto e ser algo tratável.
O que me entristece é não ter este dinheiro, sabemos com toda convicção de quem pode nos ajudar e já nos estendeu a mão em 50%, onde na verdade pagará o total de uma só vez e nós a pagaremos no outro mês. E me surpreendo com que Deus nos faz, dentro do meu coração havia uma tristeza, por que a verdade era que eu gostaria de arcar com a responsabilidade que é minha ou nossa, eu e minha esposa. Um orgulho em dizer graças ao nosso trabalho, esforço conseguimos. Compreendi que Deus em sua infinita sabedoria e como Juiz sábio resolveu a questão: "Vocês querem participar disto, então arcarão com 25% cada um dos dois, sei que disso vocês serão capazes" Assim recebemos ajuda e também poderemos fazer nossa parte.
Com tudo isso eu fico a pensar, a grande vontade de ter outros filhos, entretanto, no momento e por razões obvias não existe tais condições. Mais fico pasmo com tanta gente que ainda tem filhos, sem pensar no bem estar, sem pensar numa educação e saúde de qualidade. Ainda mais quando tem uma mãe com uma teta enorme como o Governo com suas bolsas...
Agradeço Deus pela serenidade que estou tendo, agradeço pela tua mão sustentadora.
Gera Wellington

Obrigado Robin Williams



Hj pela manhã acordei com uma sensação estranha, de algo horrível iria acontecer, algo que tinha haver com acidente, morte. De alguém próximo, um parente talvez., de alguém que tinha estima muito grande. De alguém com algo em comum, como a depressão por exemplo. Mesmo que não seja a causa do possível suicídio.
Eu estava certo.
Quem mais vai me fazer sonhar como em Sociedade dos Poetas Mortos?!
Quem mais vai me fazer pensar em família como Uma Babá quase perfeita?!
Quem mais fará pensar em amor como Amor Além da Vida?!
Sobre sentimentos: O Homem Bicentenário
Enfrentar o tradicional: Patch Adams - O Amor é Contagioso
Rir: Para Wong Foo, Obrigado Por Tudo! Julie Newmar
Pensar: O Pescador de Ilusões
Ser criança: Hook - A volta do Capitão Gancho; Jumanji e A Gaiola das Loucas.
Lembrar de mim mesmo: Gênio Indomável.
Obrigado Robin Williams por esses e tantos outros onde me encontrei.
Hoje assistindo um dvd, falaram sobre Charles Spurgeon, um dos maiores pregadores do mundo. Sofria de depressão, um dia estava cansado, triste, saiu e foi caminhar. Entrou numa igreja qualquer, sentou lá atras, o pregador do local usou um dos seus textos, no final ao cumprimentar o pregador o mesmo ficou constrangido e argumentou que não havia se preparado. Charles o agradeceu imensamente e voltou a ativa.
Devemos ir em frente mesmo com ela nos acompanhando!

segunda-feira, 4 de agosto de 2014

Eu sou a Igreja Parte 1

Do contrário de que alguns podem pensar, estou muito tranqüilo, em paz e feliz sem um lugar para congregar. Eu nunca fiz apologia as pessoas não irem a igreja, mais defendo que ela não é o centro de nossa vida, eu não posso ficar em órbita a vida toda ao redor dela. Essa coisa que só vamos encontrar a paz, a verdadeira felicidade dentro da igreja, nada mais é de que artifício de lideres para manter as pessoas num sistema as vezes deficiente. Afinal pense comigo, querido (a), a medida que vc cresce e amadurece vc compreende que vc encontra Deus na natureza ao contemplar uma paisagem, lá vc observa os detalhes, a riqueza da obra do Criador, seja pela brisa, pelos pássaros cantantes. E vc contempla Deus, vê sua grandiosidade. Quando vc sai com sua família e vê seus filhos brincando, seu cônjuge com um largo e expressivo sorriso, risadas ecoando e vc diz “sou feliz”. Naquele momento vc exprime um sentimento e repete em pensamento “obrigado Deus”. Deus está se fazendo presente ali e vc estar tendo a consciência disso.
 Ajuda alguém conhecido ou estranho em alguma dificuldade, vc expressa o que Jesus te ensinou, compaixão, misericórdia, amor. Quando vc vai em uma festa, onde é algo respeitoso, vc ta entre amigos, parentes, dançando, se divertindo, rindo, lembrando do passado é aquela noite que vc chega extasiado, vc pensa o quanto é feliz, o quanto Deus te mostrou amigos, amigos mais chegados que irmãos. Amigos que podem até não ter um versículo de cabeça para te falar, mais falam coisas do coração, seja de encorajamento ou apoio. Você lembra, daquele momento na pista de dança das musicas que embalaram seu namoro, das juras de amor, do abraço, do afago, do beijo energizante, Deus te proporcionou um momento onde atrelamos ainda mais nosso relacionamento, um para com o outro e para com Deus, pq toda essa circunstancia remete Deus. Não ir ao cinema, teatro por causa de alguns palavrões, nudismo ou “pouca vergonha”? Deixe de ir ao seu trabalho para evitar os colegas que falam o dia inteiro sacanagens, de pegar um ônibus, para não ouvir da boca de alguém um xingamento para outro. E o que seria “sem-vergonhice”? Espero não ser a mesma que são ditas e feitas entre quatro paredes no final de noite! Não ir a praia pq existem homens e mulheres semi-nus? Com isso posso cair em tentação? Já diriam muitos “quem treina joga!”, se não treinar seus olhos e pensamentos (porque não tem como ninguém não pensar no primeiro momento e o perigo não esta ai, mas sim no que vem depois, no que fará com ele), imagino então o dia que alguém se declarar pra você, lhe roubar um beijo ou quem sabe se despir em sua frente, não quero nem saber, mas imagino a reação. Poderia citar tantas outras coisas, contudo posso resumir em algumas palavras: Hipocrisia e falso pudor. Mais para não perder a linha de pensamento quando falei acima como artifício de líderes, para manter as pessoas presas, seria o seguinte, quando a pessoa começa a raciocinar sobre tudo isso, o que acontece, ela começa dizer pra si que de fato não precisa estar todos os dias na igreja, com exceção de quando ela sente prazer, quando isso é um fato não posso questionar, questiono, quando ela faz dessa pratica, uma religiosidade, crendo que essa sua ação irá pesar na balança de Deus quanto a sua conduta. E os lideres temem isso, pois acham que eles são os detentores de Deus numa pequena caixa de jóias. As igrejas assim pensam podem esvaziar, tem medo de perderem o monopólio de Deus. E com isso irão viver do que, que receitas irão entrar no Templo?!
Tempos atrás, na minha cidade existia apenas uma empresa de ônibus, que fazia o trajeto ao centro. Quando houve a “Quebra do Monopólio” foi um festejo só. Interessante que as pessoas não perceberam que as outras empresas operaram com linhas que faziam trajetos em áreas periféricas e menos importante ao centro comercial de Belém ainda permanecia a velha empresa. Hoje se vive em boa parte das igrejas esse festejo, o festejo que sou liberto, no entanto, que a verdade ainda está encoberta. Só para comentar depois de um tempo a velha empresa faliu, cheias de dividas trabalhistas, os filhos a dividiram em outras pequenas empresas, se digladiam todos os dias e alguns já começam a fechar as portas.

Eu tenho uma receita para esses lideres medrosos e atormentados, alguns até frustrados. Sim frustrados pois líder religioso, seja padres, pastores, missionários e qualquer outro titulo deve ser um dom e não como disse um titulo, status. A receita é ensinem suas ovelhas a viverem, experimentarem mais de Deus fora da igreja. Quem é que descobrindo um Oasis no deserto e tendo o mapa não irá voltar?! Infelizmente é fácil nos dias de hj sentar-se atrás de uma mesa e aconselhar as pessoas, e muitas vezes usando uma psicologia barata, do tipo dizendo que o problema está em nós mesmos, e quando estamos com problemas, vemos problemas em tudo, existe um fundo de verdade nisso claro, o problema é quando o numero de pessoas é significativa nisto. Será que eu realmente como líder não tenho parcela de culpa nisto, a mínima que for?! Fica extremamente duvidoso, eu tirar conclusões de uma pessoa de algumas conversas esporádicas, quando apareço ou peço uma “audiência”. Quando de fato o certo era eu acompanhar de perto minha ovelha, ir a sua casa, conhecer sua realidade, os problemas diários, as condições em que ela vive. Saber se ao menos tem um pó de café do mais barato. Faça um teste com você mesmo, olhe agora o objeto a sua frente, observe-o e tudo o que está ao fundo, depois disto olhe do outro lado, olhe de vários ângulos, isso se chama perspectiva, você teve impressões diferentes a medida que trocou de ângulo. É a mesma coisa quando alguém chega pra você e fala de um amigo em comum, logo depois chega outro e da uma impressão totalmente diferente da mesma pessoa. Hoje acontece a mesma coisa os líderes tem pessoas para fazerem essa avaliação. E dessa colcha de retalhos sabem exatamente como estar sua ovelha, sabe da impressão que lhe forneceram, informações essas muitas vezes superficiais, pois as pessoas não costumam se abrir para todos. Não estou desmerecendo o trabalho, boa vontade daqueles que fazem visitações, ao contrário é um dos trabalhos mais fantásticos que ocorrem na assembléia dos santos, na igreja. Num mundo dinâmico, onde tempo é dinheiro. Tirar um pouco do seu tempo em prol de alguém mostra realmente, amor, carinho, preocupação, tato, sensibilidade para com o seu próximo. E isso é prova de que a igreja ainda tem sua importância, graças aqueles que tem uma fagulha dentro de si do que é o evangelho.
Já passa de uma da manhã de segunda-feira e preciso dormir, espero que na continuidade deste texto eu esteja tão inspirado e sincero para continua-lo do jeito que gostaria que fosse.