terça-feira, 12 de agosto de 2014

Obrigado Robin Williams



Hj pela manhã acordei com uma sensação estranha, de algo horrível iria acontecer, algo que tinha haver com acidente, morte. De alguém próximo, um parente talvez., de alguém que tinha estima muito grande. De alguém com algo em comum, como a depressão por exemplo. Mesmo que não seja a causa do possível suicídio.
Eu estava certo.
Quem mais vai me fazer sonhar como em Sociedade dos Poetas Mortos?!
Quem mais vai me fazer pensar em família como Uma Babá quase perfeita?!
Quem mais fará pensar em amor como Amor Além da Vida?!
Sobre sentimentos: O Homem Bicentenário
Enfrentar o tradicional: Patch Adams - O Amor é Contagioso
Rir: Para Wong Foo, Obrigado Por Tudo! Julie Newmar
Pensar: O Pescador de Ilusões
Ser criança: Hook - A volta do Capitão Gancho; Jumanji e A Gaiola das Loucas.
Lembrar de mim mesmo: Gênio Indomável.
Obrigado Robin Williams por esses e tantos outros onde me encontrei.
Hoje assistindo um dvd, falaram sobre Charles Spurgeon, um dos maiores pregadores do mundo. Sofria de depressão, um dia estava cansado, triste, saiu e foi caminhar. Entrou numa igreja qualquer, sentou lá atras, o pregador do local usou um dos seus textos, no final ao cumprimentar o pregador o mesmo ficou constrangido e argumentou que não havia se preparado. Charles o agradeceu imensamente e voltou a ativa.
Devemos ir em frente mesmo com ela nos acompanhando!