sexta-feira, 11 de dezembro de 2015

Falar de nossas particularidades as vezes é ruim, mais quando é um testemunho vale a pena.

Este mês por algum motivo não saiu o meu pagamento e me vi com todas as contas a pagar, luz, internet, cartão de crédito e etc... No primeiro momento eu fiquei muito chateado, com raiva. Depois pensei e disse: “talvez Deus queira tratar algo comigo, em especial aprender a depender dele e não querer tomar a frente de qualquer situação”. A partir deste momento eu relaxei, descansei.
É ruim você ouvir teu filho pedir alguma coisa e você não ter, mais expliquei a minha filha e ela entendeu, não tenho o que reclamar dela. Minha esposa também, conversou comigo, para eu esperar em Deus que as coisas iriam normalizar. O que dói é saber que tem pessoas que lhe devem e não pagam. Causa indignação.
Eu falei com Deus e disse: “Te entrego toda essa situação, te entrego todas essas pessoas que estão me devendo, os bons e os maus pagadores”.
Essa semana a ultima nota de real se despediu de minha carteira, mais não sabia que era um até logo. Para ajudar nas finanças faço algumas vendas, o lucro bem pouco. Quando olhei a ultima nota de 2 reais indo embora. Eu disse chegou o momento de depender de Deus, pois as pessoas que compram de mim só pagam a partir do dia 12 até o dia 15.
Na volta de uma consulta médica, cheguei em casa e recebi a noticia que alguém havia deixado um pagamento. Hoje pela manhã um outro comprador que é acertado fazer o pagamento apenas no dia 15 veio a minha casa para pagar. Recebi um zap, para apanhar um dinheiro que a meses já era pra ser pago de outro comprador.
Efetuei um pequeno pagamento hoje com este dinheiro. Quanto a esses pagadores eu tenho uma frase: Quem é compromissado, tem responsabilidade.

Quanto a mim, mais uma experiência aprendida na convivência com o Senhor.

quinta-feira, 26 de novembro de 2015

Porque dizer "estamos grávidos" não é só uma frase e um book de fotos em rede social.

  Lembro-me de quando pequeno no interior onde passei parte da minha infância, junto aos meus primos, numa casa enorme de madeira, casa essa de meu avô materno (não viveu com minha avó, mais sua esposa me tratava como neto e considerava minha mãe como filha). Era uma correria, uma gritaria, o assoalho da casa de madeira, potencializava o som. Ao lado um jardim onde sua esposa cativava com muito cartinho, a frente da casa um banco de madeira, nos fundos o poço e bem atras o banheiro. No outro lado da casa tinha uma parte mais alagada pois era onde tomávamos banho, ali sempre encontrávamos minhocas para brincar, e o chão frio e um limo gostoso de pisar. Meu avô, magro, as costelas apareciam todas, o cigarro o acompanhava junto com a tosse e sua risada que começava alta e terminava baixinha junto com o folego, mais também por vezes bravo, afinal 5 filhos legítimos e mais minha mãe e tantos netos com panelas batendo, sujando as paredes, correndo, gritando, era de enlouquecer.
   

      As brincadeiras seguiam dia e noite, sempre tinha aquele que não queria tomar banho, aquele que queria comer mais ou aquele que não queria mais comer ou mesmo o que nem queria comer. E as mães brigando, os manhosos, os brigões, os atentados. Eu fui crescendo e olhando tudo aquilo. Meu avô tinha preferencia por um de nossos primos, todos sabiam, Mais era um homem bom, construía barcos feitos de miriti e lembro de ter me dado um muito bonito.
    Minha família mesmo eram apenas: Eu, minha mãe, meu tio-avô e minha tia-avó. Minha avó morreu quando foi da a luz ao irmão da minha mãe, a criança também morreu. Eu sempre achava muito legal ter gente pra conversar, brincar e até brigar. Minha mãe morava na capital então aquelas cenas só se repetiam nas férias. Eu era na maioria do tempo trancafiado em casa, pois minha mãe tinha que trabalhar. Quem ficava em casa era meu tio-avô se eu sou bipolar, vocês não conheceram meu tio-avô, era "quadripolar", risos.
      Em 1995 perdi minha tia-avó (pra mim ela era como mãe), no enterro dela foi a primeira vez na vida que vi seu irmão chorar, anos atras perdi meu tio-avô, esses dois me contaram e fizeram eu viver muita história.


 Eu sei o quanto é difícil criar um filho num país como este e numa crise como estamos, mais a perguntar é quando foi que este país não esteve em crise?!

Até o momento tenho apenas uma filha, que é benção de Deus na minha vida, o meu maior desejo é ter mais dois filhos. Talvez não veja cenas repetidas como vi na minha infância por meus filhos. Mais aguardo com meus netos. Nas conversas de família, minhas tias começam a falar do passado e da personalidade de meu avô e de tantos outros. A verdade que o encontro com elas é um riso só, eu entendo porque gosto de tirar sarro ou "encarnar" nos outros como dizem por aqui. Elas são impagáveis, dias atras minha tia contava que no dia de finados onde estão todos em silencio no cemitério da cidade acendendo suas velas. Elas estão as gargalhadas, alguns filhos reprovam outros entram na roda e também contam histórias. E é disso que falo, mesmo que não esteja presente num futuro, gostaria de saber que contariam histórias sobre mim, histórias onde tirei do serio a mãe deles, onde "surrei" um dos filhos ou onde um dos filhos aprontou comigo. De saber que eles lembrarão que estive presente nas alegrias e tristezas e fui colaborador de seu crescimento como pessoa, cidadão.

Eu seria tanto aos meus futuros filhos ou netos exatamente como a foto ao lado. Brincar, correr (se ainda puder), mais sem duvida carregar, sem duvida trocar as fraldas, alimentar, passear, pegar sol, ensinar, levar ao médico, vê-los dormir, acordar. Alguém pode perguntar "mais você não fez isso com sua filha quando ela era mais novinha?" Em parte sim, em parte não, em parte não sei. Porque não lembro e dói muito não lembrar e dói muito mais não ter feito. Dilacerante é saber que estava deitado em depressão enquanto minha filha queria sair, queria brincar, enquanto olhava pra mim expressando no olhar: "vem brincar comigo papai?!" O choro é inevitável.

Eu não lembro de jogá-la pra cima, não lembro de rodar com ela, de beijá-la sempre, de da de comer na boca, do aviãozinho, de da banho, acredito que talvez não lembre porque não tenha feito mesmo, por imaturidade e a outra parte por causa da doença, criando assim uma insegurança a pessoa que teve que fazer tudo sozinha (minha esposa), assim tendo medo de outros filhos e a história se repetir. Mais ai esta o engano, eu quero porque preciso e quero viver isto. Em minhas leituras, descobri que pessoas que já tiveram surtos (também tive ataque de panico), vão esquecendo das coisas e tem momentos da minha vida que nada lembro. O dia do meu casamento, minha filha dos seus 4 anos para trás e outras histórias que só sei porque minha própria esposa conta então vou imaginando a cena.

Mesmo que sejam com meus netos, mais não serão meus filhos. Não serão educados nos meus moldes, minha pequena menina, também não foi educada por mim, devido o que me acometeu e minha esposa estudando e trabalhando, minha mãe teve que educa-la ao seu modo. E hoje encontro dificuldades.Tenho orado a Deus, para ter mais filhos, Ele sabe o desejo do meu coração. Quero viver tudo que não vivi e não fiz com minha pequena menina. Percebo que as vezes nos afeiçoamos a sobrinhos, filhos de vizinhos e parece que ocupam o desejo de ter filhos. Aquela máxima "criança é muito bonitinha mais na casa dela!"



Adoraria ter pequenos correndo pela casa, afinal "criança alegra a casa" é o que escutamos por ai. Adoção é uma alternativa, sim é mais para mim é um tiro no escuro. As vezes você adota e eles são bençãos pra você, em outros infelizmente muita dor de cabeça.

Gostaria de curtir uma gestação, de fato dizer "estamos grávidos" sentir mexer na barriga e ansiar por sua vinda ao mundo, se tiver coragem, de estar na sala de cirurgia, de mais tarde sentir apertar meu dedo com sua pequena mão, de a noite ir olhar se está respirando. Sim de ficar nervoso quando chorar e não saber o que é, mais isso é a paternidade. Queria ter a maturidade de enfrentar e querer tudo isso quando tive minha pequena menina. Porque dizer "estamos grávidos" não é só uma frase e um book de fotos em rede social.

Que Deus escute sempre minhas orações e não feche a madre de quem está comigo. Para que se cumpre o desejo do meu coração segundo a vontade de Deus para minha vida. Pois o dia que estiver partindo e a gritaria estiver solta em casa. E repreenderem dizendo: "Respeitem o avô de vocês"
Eu direi: "Deixem correr, fazer barulho, gritar, sorrir e brincar, eles estão antecipando a visão do céu para mim".


segunda-feira, 9 de novembro de 2015

Quem já pisou nos Santos dos Santos...

Quando eu tinha entre 4 a 6 anos, dizia a minha mãe que queria ser padre, talvez pela roupa bonita ou por ser o centro do ritual (assim achava eu na época). Minha mãe disse que gostaria de ser freira e já tinha planos para isso. Eu como todo mundo tinha um amigo imaginário. O meu era um anjo, comprava um bombom de doce de leite para mim e outro para ele. Deixava do meu lado na mureta que eu sentava. Esperando desaparecer ou algo assim.
Eu realmente sou um curioso, apaixonado por religiões, de ler, tentar entende-las e claro respeitá-las.
Lembro-me de uma senhora que me levava uma igreja quando pequeno, creio que era a Quadrangular. Para os Mórmons que cheguei abrir minha casa, acredito que no período da adolescência. Aos 12 anos acometido por uma doença que não tinha explicação minha mãe me levou num terreiro de umbanda, candomblé algum desses (sei que existe diferenças). Lá descobriu-se que tinha escoliose (um desvio na coluna) e que o sofrimento que estava tendo, era um "trabalho feito para atingir minha mãe, mais eu inocentemente pisei no tal trabalho. Eram como agulhadas que eu sentia por toda parte do corpo, parecia obra da bruxaria vodu. Teria que tomar em jejum pela manhã cedo, durante três dias um copo de leite com sal. Aquilo seria expelido por algum "canto". Achei interessante contar essa parte da minha história pois foi um fato e mais uma religião que passei.
Os Mórmons, com suas visitas noturnas vieram a mim até os 17 anos. Depois dessa idade eu cai no mundo, como diz a personagens do desenho Pica-pau: "Mulheres, dinheiro e iates". Brincadeiras a parte desses três só a primeira opção foi a mais conhecida para mim. Mais isso trato numa outra oportunidade. Pois é um capitulo da minha história que trouxeram consequências para dias atuais.  
Conheci uma igreja evangélica de frequentar alguns meses no ano de 1995, Igreja da Paz, Mais queria saber de festas, brincadeiras.
Então em 2002, de fato conheci uma igreja e comecei a frequentá-la, uma igreja Batista tradicional, neste lugar aprendi muita coisa, reverencia, respeito pela palavra, comunhão, dízimo, perdão, orar, pregar, visitar e tantas outras coisas e a principal, independente dos erros que eu encontrava nos homens e suas atitudes eu teria que permanecer na Presença de Deus, por vezes eu me magoava, indignava, entristecia por coisas que eu via e que são comuns acontecerem em todas as igrejas e me afastava, mais nem por isso voltava a fazer o que fazia antes de conhecer a Cristo.
Num ano qualquer por uns meses frequentei a Igreja Evangélica Paracleto. Depois disto retornei para Batista. Nessa igreja conheci um pouco mais do Pentecostalismo, algumas coisas me identifiquei.
Como os leitores sabem em 2009 tive um quadro de depressão, foram acontecendo algumas coisas ruins e acabei me afastando da igreja e de muitas outras coisas, na verdade de todas as coisas. Alguns irmãos me visitavam, mais realmente eu estava distante em 2012, já me encontrava melhor e retornei a igreja, porém já não era a mesma coisa e em meados de 2013 fui para Igreja Famílias no Altar de Deus de um amigo meu. Ele fundara aquele ministério e foi muito bom estar ali e ele por sua vez nos ajudou bastante. Porém eu tive uma decisão de não frequentar igreja nenhuma, retornando apenas no final de 2014, novamente para esta igreja.
Nesse intervalo, fiz coisas que jamais poderia ter feito, "a brasa longe do braseiro, esfria e apaga". Estava coberto das cinzas do pecado, das loucuras da carne. Eu alimentei a carne e mortifiquei o espirito. Devido essas cinzas já não enxergava mais nada, principalmente a VERDADE.
Na minha juventude eu frequentava lugares onde Deus falava comigo: "Não foi o lugar que escolhi pra você" Meu espirito se entristecia e o local de alegria tornava-se sem sentido.
No que se sucedeu nesses anos, estava longe dos Santos dos Santos, orar era a coisa mais rara, talvez a vergonha de falar com Deus. Já em 2015, precisamente em maio volto a Igreja Batista, ouvindo os conselhos daquele pastor que me conhece já a 13 anos, que realizou meu casamento, batismo, viu minha filha crescer. Me ajudou a passar pelo que estava acontecendo, porém retirar essas cinzas cabem a mim.
Agora em setembro de 2015 tenho frequentado uma igreja Batista renovada, eu e minha filha temos gostado, vejo mudanças na minha família, esposa, mãe e filha e claro em mim também.

Onde quero chegar, independente da igreja que você esteve ou está. Se já experimentou verdadeiramente do Santos dos Santos, você nunca deixará este lugar, cedo ou tarde voltará. Esse tempo é você que escolhe pois Deus sempre esta por perto, mandando um recadinho, um bilhetinho para você. Tem momentos que Deus lhe enviará um oficial de justiça, um mensageiro para bater sua porta. Essa situação é embaraçosa, por vezes, porém é mais uma forma de Ele, lhe mostrar que está atras de você. Uma forma de você comparecer em sua Presença. Não desperdice, a partir da visita do Oficial de Justiça, coisas graves podem acontecer, caso não apareça na Presença Dele, quem sabe até prisão. E mesmo assim ainda será, por mais difícil que você acredite que é uma forma de você se voltar para Deus.
Passar uma vida, anos numa prisão ou com alguma doença nada se compara os anos de perdição no inferno, longe da Presença de Deus.
Eu sei que você já experimentou da Presença de Deus, você está num local e cantam uma música e você lembra de tudo que já viveu na presença de Deus. Você vê alguém evangelizando, visitando, adorando, alegrando-se no meio dos irmãos, contanto com alegria do evangelho pra você e outra pessoa e você diz: "Já fui assim!", você pode ser assim. Ainda há tempo, você já experimentou o melhor de Deus e ainda tem muito que viver.
Você já viu vidas serem transformadas, mudadas pelo Poder do Evangelho. Você foi testemunha ocular do que Deus fez em vidas, em sua vida, através da sua vida. Sei que é doloroso, vergonhoso algumas situações mais não deixe mais o inimigo te aprisionar e impedir o que você é capaz de fazer para Obra de Deus.
Você já experimentou de estar neste lugar, por tanto, nada te impede de regressar. REGRESSA!

segunda-feira, 2 de novembro de 2015

Ser ou não ser amado eis a questão

Você pode se admirar mais existem pessoas que não se sentem amadas por ninguém. Ninguém mesmo, sejam pelos pais, filhos, amigos, colegas, parentes. Por ninguém. Se já me senti assim claro que sim, diversas vezes, no meu caso principalmente quando estava passando pelo quadro de depressão. 
Seja por algo químico ou espiritual, não quero me deter neste primeiro momento. Apenas entenda e mesmo que não o entenda, respeite e o apoie, Uma hora vai passar, não sei o tempo mais irá passar. E ele saberá que esteve ao seu lado, mesmo quando ele nem o queria. Isso porque você o amou acima das circunstancias. Mesmo que tudo pareça o contrário, ore, se aproxime de Deus e entrega a vida desta pessoa todos os dias, todos os momentos que senti o desejo no coração.
As explicações por tais sentimentos ou falta deles podem ser varias, a pessoa pode ter sofrido um trauma, pode ter sido a vida toda explorada, nunca recompensada, cobrada e nunca apoiada, depositou expectativas e foi frustrada ou simplesmente não tem explicação aparente. Pode ser espiritual também, existem demônios que influenciam, deixam subentendido certos aspectos, situações e a pessoa leva a crer nisto. Qual seria o motivo disto?! Pessoa não se sente amada nem por Deus, ela assim não terá um relacionamento da parte dela para com Deus. E por vezes o culpando por tal situação. Assim o inimigo alcança seu objetivo, coloca uma barreira entre ela e Deus. Rancor, ódio e mágoa. Como falei meu objetivo não é dizer as causas, os efeitos sabemos, muitas vezes chega a depressão e a morte. Mais sim dizer que existe meios para ajuda-la, de estar ao lado.

Conheci gente aqui mesmo pelo blog que em conversas se sentiam assim. Ouvir gente dizer na igreja na frente de todos que se sentiam assim. Algumas em boa situação financeira e disse faltava Jesus em minha vida. Cada caso é um caso, Se você já tem Jesus em sua vida, amém. E mesmo assim passa por isto, só quero dizer que Ele ainda está com você, de mãos estendidas, de braços abertos, esperando o fechar de teus braços em sua costa e que você recoste sua cabeça em seu peito.

Jesus quer te ouvir, se ninguém mais te ouve, Ele te ouve, se ninguém mais te abraça, Ele te abraça. Se ninguém mais te ama, Ele diz: Eu te amo, não chores mais. Sempre te amei amado(a) da minha alma.

Querido(a) não escolha o lugar nem a hora para esta conversa com Jesus, Ele é teu amigo, o único amigo, no qual tu podes confiar,conversar, confidenciar, Eu mesmo sou pecador e falho, tenho meus momentos de altos e baixos, mais ele está sempre a tua disposição.

Existe vazio? Ele preenche, eu sei que preenche, parece impossível, parece que demora, mais acontece no tempo certo. Difícil enxergarmos nesses momentos que as pessoas nos amam, mais amam sim, os filhos, os pais, os cônjuges. Depois começamos a visualizar isto. Não enxergamos amados, porque o foco está errado, quem sabe em nós mesmos.

O foco é Deus, pois Ele nunca vai te decepcionar te garanto e a Glória da segunda casa será maior que a primeira.

Me despeso, com o coração alegre por que Jesus já te alcançou. E que o Espirito Santo o qual habita nesta terra já está operando em teu coração. Exulta o nome do Senhor Nosso Deus e alegre-se.

quinta-feira, 22 de outubro de 2015

Abraço mais querido e não chores

 Alguma madrugada numa noite qualquer, estava orando, falando dos meus anseios, dos meus desejos e dores a Deus. A dor era grande, o choro sem tamanho.
A Bíblia diz que no Salmo 30:5 que o choro pode durar uma noite toda mais a alegria vem pela manhã.
Me sentia sozinho, desamparado, num canto qualquer da casa. Já era madrugada apenas o começo dela. Eu dizia a Deus: "Senhor preciso do teu abraço, me abraça, por favor". Parece que estou sentindo isto novamente comentando pra vocês agora no blog. E repetidas vezes eu dizia: "Me abraça, o Senhor me abraça?" Meus braços cruzaram e cada uma das mãos tocaram os ombros. Eu mesmo me abracei.
Uma voz interior, ecoou dentro de mim: "Filho não chora mais, não chora!"
Senti paz, o choro cessou, as lagrimas pararam, foi uma paz seguida de um sono. Me senti querido, amado. Fui para cama e logo dormir.



quinta-feira, 15 de outubro de 2015

Ceticismo, incredulidade agora fé, agradecimento, crer.

Conversava com um amigo de longas datas, pra ser preciso amizade de duas décadas. E finalizando ele me diz: "Fica com Deus", nada natural para qualquer um de nós, não é verdade?! Eu ouço essa frase dele e me felicito, porque chegou sua hora, não foi tardia, nem no meu tempo, nem no dele, mais no tempo de Deus. Outrora, este homem foi um ateu convicto, praticante de diversas experiencias no que tangem o sobrenatural, o oculto. 
Claro que na convivência e também na vontade de saber um pouco dessas experiencias, cheguei a esta literatura, que me trouxe conhecimento, mais também pertubações. As conversas entravam ainda no começo da noite e terminavam ao perceber os cânticos do pássaros. Suas indagações, eram as minhas também, as duvidas, certezas. Mais a verdade eram de alguém que queria crescer, de uma alma em busca de respostas, que mesmo eu um fariseu dos tempos modernos não poderia responder. Contudo, por algumas vezes orava a Deus, para Ele mesmo responder seus questionamentos.
Um dia recebo a noticia que algo havia acontecido com meu amigo, não estava bem. Para chegarmos ao oasis passamos pelo deserto. Não há vitória sem luta. O que parecia para muitos doloroso e até mesmo para ele, era o inicio do processo de cura. Eu mesmo já passei por situações tão ruins que sem saber o que de fato estava conhecendo desejava amanhecer morto. É uma lavagem de carvão ativado para retirar a droga ingerida em nossos corpos. Fomos injetados e enxertados durante uma vida toda. E não vou me prender com os nomes das drogas o que vale agora é a desintoxicação, feita pelo Espirito Santo, O Espirito que hoje habita aqui! Amigo fico feliz em ouvir o nome DEUS, de uma modo doce, cheio de fé e alegria.
Deus, não me orgulho por mim mesmo de ter participação nisto, me orgulho porque me escolhestes para ser parceiro, fico honrado porque enxergou em mim este potencial. Hoje eu mesmo preciso ver isto em mim. E que toda inteligencia que dizem que tenho, seja para o teu Reino e o regaste daqueles que Tu sabes que quero alcançar.
Reina Jesus, no meio de nós. 
  

quarta-feira, 30 de setembro de 2015

O Diabo Travestido, Diabo Saliente

Dias atras algo me chamou atenção ao ler quando Jesus foi tentado no deserto (claro que não estou me comparando a ele). Mais que Satanas oferece os prazeres deste mundo.
Meses atras dei legalidade (a famosa brecha) para determinado assunto. Mais para mim estava esquecido. Passado esse tempo, estou me posicionando em certas atitudes de fé e comportamento. Neste final de semana fui no então conhecido e polemico "Encontro com Deus", muito se fala, mais na verdade não tem nada que o povo de Deus já conheça dentro daqueles q creem como pentecostal (mesmo eu sendo tradicional sou aberto para muitas coisas com discernimento claro). A única coisa q na verdade não vi ninguém pedindo é que não se conte, afinal perde a graça para aqueles que não participaram ainda.
Pois bem eu já estava nas minhas decisões pessoais diante de Deus e este final de semana foi para confirmar e reafirmar muitas dessas decisões. Tive uma visão melhor que mesmo anos no evangelho ainda cometia muitas coisas do velho homem e me sentia bem com isso (culpa minha e de ninguém mais).
Vindo desde encontro fortalecido e consciente o diabo se apresenta com suas tentações. Meu pastor diz: "O diabo é saliente". Eu digo o diabo não brinca de ser diabo a gente que brinca de ser crente.
Ele oferece numa bandeja de prata algo tentador. Algo que já tinha deixado crucificado dias atras. Interessante, ele não ofereceu semanas atras, não ofereceu em outro momento que não fosse aquele quando eu me enchi da Graça de Deus.
Minha resposta foi direta "NÃO", não quis saber de detalhes, nem do sabor. Não me orgulho disso porque sei que foi o Espirito Santo que me encheu neste momento, por tanto, nada fui eu. Porém continuar em vigilância...

I Corintios 10:
12 Aquele, pois, que cuida estar em pé, olhe não caia.


sábado, 6 de junho de 2015

Dia das Mães - Obrigado pelos Ensinamentos [Sr e Sra Lobos]



Um grande testemunho, menos de 4 minutos assistam.
Minha mãe tentou me levar pra igreja quando pequeno eu relutava, mas nunca se opôs quando outras pessoas me convidavam e me levavam (mesmo que eu fosse apenas para o lanche, acredito que algo ficou plantado em meu coração).
Podem falar mal de igreja evangélica, de pastores e tudo mais (algumas vezes com razão). Mais é por isso que vejo a importância de suas existências, por isso vejo a importância da evangelização, do entregar de um folheto, de estar a porta da igreja cumprimentando, convidando. Você poderá fazer diferença na vida de um única pessoa em toda sua existência e isso já valerá pra vida toda.
Eu Geraldo Wellington, um dia voltarei, como deveria ser. Em teu nome Jesus. Não para aparecer, não como obrigação, mais por algo que nem sei dizer, apenas sinto que devo fazer.

sexta-feira, 22 de maio de 2015

O Sozinho


Se sentir só, existe alguns aspectos sobre isso, tem gente que vive muito bem, vivendo só. Existe aquele que vivendo com muitos se sente só. Um outro não muito distante é aquele que vivendo com outros não pode contar com eles e se sente só. Por fim nesta gama de situações e sensações há aquele que realmente está só. Só no sentido de se encontrar num ambiente sozinho. E porque tanto medo, porque algo que perturba a mente?! O silencio da casa, apenas acompanhado do barulho lá fora! Todos saíram e você se vê só.
Mesmo quando tem alguém, no outro cômodo da casa, você se sente bem. Mais não havendo, as horas passam devagar. E se você acordar cedo demais...
Um sentimento que não quer te abandonar enquanto você está consciente. Único remédio seria dormir. No entanto, você acordará e se dará conta que está só. Mas você está, mas não é sozinho. Sei que é difícil driblar a mente com pensamentos assim. Contudo, pensemos. Uma hora as pessoas que saíram voltarão... Ou não. O fato é que se não sabemos lhe da com tais sentimentos. Sentimentos que geram sofrimento. Posso dizer que não estamos preparados para seguir em frente neste mundo. E as opções se estreitam ou você decide partir dele ou se apartar dele.
Ninguém gosta de sofrer isso é lógico. Alguns sofrem mais que outros no quesito, desgraça, seqüência de desgraças, tempo dela ou na profundidade dela.

“...o sofrimento não como uma desgraça totalmente negativa, mas como uma oportunidade de reflexão, crescimento e transformação,  conseguiremos lidar muito melhor com as dores do corpo e as angústias da alma. Tudo é uma questão de como se encara a destruição do dente-de-leão: como o fim de algo belo ou como um fenômeno necessário para que ele cresça e se fortaleça. Como você lida com seu sofrimento? Com lamúrias e olhos cravados no presente ou com antecipação e olhos voltados para o futuro?
O trecho acima foi extraído do blog https://apenas1.wordpress.com/2015/05/04/esperanca-em-meio-ao-sofrimento/#like-12684. Onde fala do Dente de Leão, uma semente desta planta, linda, mas que se desfaz com um leve sopro.
Difícil encarar dessa forma como diz o trecho, difícil dizer há alguém que perdeu seu familiar tragicamente num acidente, esta com seu parente num leito de hospital, numa doença terminal. Para alguém que ta saindo de uma relação machucada. Para alguém que foi injuriada e tantas outras injustiças e sofrimentos.
Talvez um filme, uma série, uma comédia, um livro, um game nos faça melhorar. Tudo isso é entretenimento e será momentâneo. Precisamos de algo constante. E minha opinião a oração tem que ser essa constancia. Todas as vezes que se sentir assim, todas as vezes que se sentir ruim, sofrendo recorrer a Presença de Deus. “Socorro-me oh Deus!”, de um modo sincero, chegando a visualizar mentalmente a presença de Cristo ao teu lado, te carregando, colocando no colo, dando afago ou apenas te abraçando. Sei que é difícil manter essa Constancia, sobretudo, quando as coisas melhoram e esquecemos de manter.
Em um dos livros de Joyce Mayer ela diz: “Estou tomando essa decisão de acordo com meus sentimentos ou de acordo com a vontade de Deus?” Se formos prestar atenção, não nos damos conta de que sentimentos estamos tendo no momento e muito menos que tomamos atitudes movido por eles.
Quando estamos com raiva, bravejamos coisas que num momento de paz não faríamos. Quando estamos inseguros demonstramos ações, de uma pessoa totalmente descontrolada. Então a questão está ai, detectar tais emoções e controlá-las. Existem técnicas dentro da psicologia que te ensinam como agir. Mas se não dispõem de tais recursos, existe um de graça e que não existe hora para alcançar este favor. O momento de oração. Entretanto, vou logo dizendo que não é de uma hora para outra, difícil não é aplicar novos hábitos, mas sim retirar os velhos costumes. Em trinta anos de vivencia, não será num passe de mágica que as coisas se ajeitarão. Não que não dependa de Jesus, depende de mim, de você, de nós. Um exercício, exercido diariamente, talvez até o final da vida.
O grande embaraço é que somos imediatistas então queremos logo. Mesmo todos e o próprio Cristo dizer agüenta firme, no final vai valer a pena (ser fiel até o fim e tar-te-ei a Coroa da Vida). É difícil de encarar, agüentar, neste admirável mundo tenebroso. E mais uma vez somos teimosos por não acreditarmos em suas promessas e no Espírito Consolador que deixou.
Quero viver nessa Constancia.


sábado, 18 de abril de 2015

A Fé de cada um!


       Um assunto cheio de discussões, a entrega ou devolução do dízimo. Não vou entrar com defesa quanto o que a Bíblia diz e etc...
         Prosperidade para mim, não significa riqueza, o carro do ano, a casa luxuosa, as viagens maravilhosas. Se virem amém por isso será reflexo do trabalho e da boa administração das finanças com foco e controle. Paz de espirito, paz na família, saúde dentre outras coisas também é prosperidade. Acredito que desde de dezembro do ano passado passamos por uma crise financeira, acredito que antes disso a frase costumeira era: "Pelo menos conseguimos pagar as dividas", mais uma hora a corda arrebenta e nem mais essa frase da pra dizer. Outra coisa que nem tudo gosto de jogar na costa do diabo se é para se ter pena dele, nesses momentos eu tenho pq muitos gostam de atribuir a culpa, pela falta de sabedoria.
 Minha esposa ficou sem receber por alguns meses, creio que dois e as contas aumentaram e os juros dos cartões se acumularam. Então imagine conta + o que faltou do mes passado + juros = dor de cabeça.
Existia um dinheiro para ser liberado este mes após cinco anos de deposito (dinheiro com a ideia de gastar passeando, se divertindo) eu não aceitava que seria para pagar dividas. Quando Deus disse pra mim, vc não percebe que veio no momento oportuno, se não parar essa sangria agora, se prepare para amputação!
Finalmente este mes minha esposa recebeu e quase a metade era para pagar dividas, eu ainda tinha o lucro de umas pequenas vendas que faço, mais não chamaria mais de lucro, quando são para pagar dividas. 
Um amigo nosso pastor e também psicologo nos visitou e mandou por email um ebook "Casais inteligentes enriquecem juntos" uma das coisas alem de identificar que tipo de pessoa vc é. Se é gastador ou economizador e contenção de gastos, planejamentos e dicas de vendas, como vender o que não se utiliza mais. Já tivemos uma redução de R$ 50,00 reais na conta de energia eletrica. Sair sem levar cartão de crédito e etc...
Este mes decidi entregar o dizimo tanto do dinheiro q havia depositado durante os cinco anos como do meu salário. E disse minha esposa, quando entregava, entregava com a ideia de ter q ser para sustentação da igreja, pagamento de pastor, zelador e compras e contas da mesma. Vai ser a primeira vez que irei fazer pela fé. Eu disse Ele ta dizendo que vai derramar benção e espero que seja neste primeiro momento financeira. Pra desafogar tudo q é fatura! Mesmo sabendo que quem foram os criadores disso foram nós mesmos.

"Trazei todos os dízimos à casa do tesouro, para que haja mantimento na minha casa, e depois fazei prova de mim nisto, diz o Senhor dos Exércitos, se eu não vos abrir as janelas do céu, e não derramar sobre vós uma bênção tal até que não haja lugar suficiente para a recolherdes".

Malaquias 3:10

Hoje pago a ultima fatura de cartão de crédito, olho e sobrou um dinheiro considerável para mim, que dá para comprar o necessário e tomar uma água de coco com minha família.
Sexta-feira passada, um colega meu veio deixar um dinheiro e contou-me situação parecida vivida semanas antes. Ao se deparar com as contas, disse que até sem dormir ficava, o antigo emprego recebia por quinzena, neste agora mensal e as dividas vieram. A esposa dizia a ele espera em Deus ele vai prover. E ele questionava como e se eu entregar o dizimo ai que não vou ter mesmo para pagar as dividas. E ela entristecida dizia "Oh amor não fala assim! E ele dizia que toda vez que ela argumentava, ele se aborrecia. Ele tomou a decisão de entregar o dizimo. A surpresa sem nenhum dinheiro mais, foi quando uma mulher que o devia a mais de sete meses, e ele já nem contava mais com este dinheiro e muito menos lembrava, foi no antigo emprego dele, para pagar, não encontrando entregou para sua esposa.
Como disse sei que muitos não concordarão, terá criticas e etc... Se sintam a vontade. A fé de cada um é isso. E espero que essa benção também seja em outras áreas de nossas vidas.


sábado, 28 de março de 2015

Desculpem não tenho titulo para isto!

As doenças degeneram a gente, sejam, as físicas, as cerebrais, as emocionais. Ninguém pode dizer que vc é fraco, espiritualmente, ninguém sabe das suas lutas internas. As vezes vc já lutou até mais do que deveria e talvez isso lhe canse mais. Talvez você por questões morais, ética ou religiosas, o suicídio é pecado, quem faz isso não tem Deus no coração. Meu Deus são tantos julgamentos e nenhuma compreensão. Talvez você lute por seus filhos, por sua parentela. Talvez você lute por quem você ama ou diz amar. Talvez vc lute para que os outros não se sintam culpados. Mais não existe culpados, nem Deus, nem o Diabo, nem as pessoas. Simplesmente acontecem. Se existe alguém que deveríamos lutar seriamos nós mesmos. Pois vc avalia, e não vale a pena luta por quem quer que seja, elas vão seguir sua vida c ou sem você. Elas vão sentir sua falta, e com o tempo cada vez menos. E se fizer por elas, cedo ou mais tarde elas vão te decepcionar e muito. Não vale a pena. Difícil você pensar em si, quando você já não sente nada ou quase nada. Não tente tomar nenhuma ação para atingi as pessoas já disse elas vão seguir seu caminho.
Conheço bem do que falo, já passei uma vez por isso, não estou imune a passar novamente e até desconfio que esteja passando. Sei bem o que é esta dor, este desejo, de acabar com a dor, com a perturbação, com a angustia e agonia. Você se sentir sozinho em meio as pessoas é dolorido, viver sozinho mesmo, é sufocante. Entendo você que está sozinho, e quer acabar com a dor, com parte dela. Infelizmente para acabar com a parte dela, você terá que acabar com o todo. Não vou mentir para você se isto é infelizmente ou felizmente. Apenas digo lute, enquanto houver forças. Quando acabar o dia se acredita em Deus diga obrigado eu venci. Ao amanhecer diga me ajude a vencer. Se acaso vc não consegui, e sucumbir. Escreva e diga para todos que ninguém teve culpa de nada. Que ninguém sinta culpa de nada. As pessoas tem que entender, que são distúrbios da própria pessoa. E que devem ter a consciência que ajudaram até onde puderam.
O Alzahimer, o Parkinson, o câncer, a AIDS e tantas outras doenças. Eu sou diagnosticado com Transtorno Bipolar, a mudança de humor é a marca desta doença, me faz sofrer porque faço os outros sofrerem. Mais a depressão outra característica desta doença, como se fosse a primeira coisa que você vê pela manhã quando abre a porta da sua casa. A dias que você bate com a porta na cara dela e fica olhando o sol pela janela. Tem dias que você ta cansado dessa visita indesejada e deixa entre aberta outros você escancara. Principalmente quando você recebe um choque ou noticia ruim, ou seja, os nervos abalados, mente perturbada, stress. Como você não tivesse dormido direito, e com raiva diz: “Entra logo e diz o que veio faze aqui, senta e fala!”. Você sabe a resposta. Ela quer te convencer a ir com ela embora. Ela pode te tratar sutilmente aos poucos ate um dia que poderá te convencer de vez. Ela te convence justamente das falas acima, que as pessoas irão seguir seus caminhos e que ela exterminará com a dor que te sufoca.

Não estou dizendo a ninguém para partir com ela, só estou dizendo que te compreendo. E quem sabe de uma forma nós poderemos compartilhar algumas coisas. Escrever é uma forma boa, viajar quem sabe, se ainda consegue sair com amigos, melhor ainda, ir ao cinema, a praia, mesmo que sozinho, escutando o barulho das ondas, sentir a areia, fazer o que sempre acho ou que as pessoas achavam ridículo, faça. Se acha melhor se internado numa clinica, para um momento de paz, de silencio, assim faça. O mundo é muito agitado e cruel, e quem sabe o momento que passas não é um momento de estar de frente para ele. Uma hora terá que encarar, no entanto, talvez agora não é o momento.
Talvez acabe este texto outro dia, talvez não!