quarta-feira, 19 de abril de 2017

Lambranças

Esses dias lembrava da frase ouvida do final de noite: "Conte uma história pra mim!", era uma ordem desde da escolha do livro até mesmo não podendo mudar uma única palavra. Se mudássemos ouviríamos: "Ei não é assim!".






Sempre escutei: "Conte mais uma" e dizia: "Não ta bom amanhã tem aula". Ouvia aquela voz de neném dizendo: "Beijo, boa noite" E via aquele biquinho pra da o beijo na bochecha.







Quantos de nós não fizemos isso, alguns até dormiam juntos de tão cansados. Mais é bom por que depois tudo que resta é a saudade. A saudade de olhar ali mesmo da cama, deitado ao lado vendo os olhos fechados da inocência, o inspirar e expirar dos pulmões mostrando leveza, calmaria, o passar de mão nos cabelos lisos (na época, rsrs) e brilhosos, o beijo na testa de quem diz: "Dorme com Deus!"






As vezes me cobro por não ter feito mais coisas, de ter sido omisso e relapso em tantas outras. Alguns dizem que é uma preocupação exagerada, mais talvez seja coisa de pai, coisa de mãe. Mais me alegro por ter participado e incentivado em tantas outras. Hoje as discussões e indicações são de livros, filmes e séries. Tanto que falei e hj você Sarah Silva assiste Anatomy Grey e tanto que falou que assisto o tal e PLL (Pretty Little Liars) e agora o IZombie. Você quer da spoiler (eu não quero saber), você quer de mim spoiler (eu não conto). Mais o melhor disso tudo que assim você me conhece e eu lhe conheço, sei teus gostos e até onde você está conhecendo sobre o que a vida mostra pra gente (parte dela) e de mim você sabe onde me identifico nas séries e nos filmes. Quando choro em momentos chaves de Anatomy Grey e você não percebo que não visões diferentes de vê o mundo e vice-versa.
Eu amo andar de mão dadas com você, mais as vezes pareço ser insensível quando digo que precisas largar da minha mão um pouquinho, por que assim como naquele instante na rua você precisa ter equilíbrio e trilhar seu caminho sozinha, estou promovendo a ti o exercício de trilhar na vida também um dia sem depender de ninguém.Quem sabe um dia não ouvirás de mim a dizer: "Conte mais uma!" e você responderá: "Pai preciso trabalhar amanhã e o senhor descansar" e com um beijo na testa de seu pai dirá: "Dorme com Deus!"